sexta-feira, 11 de março de 2016

Dia 11

Vejamos...

Inspirada pelos sumos detox de que tanto ouvi falar no workshop de alimentação saudável, decidi-me a um fazer para o pequeno-almoço de hoje. 
Ora então, estas delícias contêm frutos silvestres, mamão, restos de abacate e... preparem-se... duas rodelas de beterraba. Se deram conta do que disse acerca da mesma, no post do dia 10, podem pensar: "ah, mas ela disse que não era fã de beterraba". E não sou! Mas gosto de dar oportunidades às coisas... um dia explico a minha "teoria do croissant". E, de facto, a beterraba faz toda a diferença. Duas rodelas foram demasiado, pois a beterraba tem um sabor intenso, mas no global o sumo ficou bom.
A quantidade que fiz deu para um copo e meio, ao que juntei água e consegui dois copos. Bebi o que estava mais líquido. O outro deve ficar para o jantar. E, mal ou bem, aguentei-me até à hora de almoço: 13 horas. Provavelmente, não ter fome deveu-se mesmo à combinação da gruta com os legumes.  

Ao almoço, juntei delícias do mar com milho e courguette, kiwi e pêra e já está!



Pelo jantar, dediquei-me à degustação de batata doce com cenoura ralada e uma taça de morangos. Acabou assim o meu dia!

Sem comentários:

Enviar um comentário