segunda-feira, 28 de março de 2016

Dia 25

Sexta-feira Santa!

A Páscoa é uma época de comunhão. Comunhão com a família e os amigos, comunhão connosco também e é época de tradições. Já não é novo que tenho origens alentejanas e esta quadra, como sempre, é passada por terras além Tejo. 
Mais um ano e as caras não mudam. Revemos amigos da juventude, que só vemos depois nas férias grandes, recordamos histórias, contamos e fazemos novas. Comemos e bebemos. Ri-se muito, mas também se chora quem já não está entre nós. É assim! É isto que a Páscoa nos traz. Isto e favas. Sendo sexta-feira Santa o costume de se comerem favas na minha família mantém-se. E nós mantemos-nos fiéis às favas com morcela ou bucho ao almoço. Há quem as acompanhe com salada de alface, mas eu aprecio-as simplesmente assim. 

O meu pequeno-almoço ficou por um ovo estrelado, batata doce e morangos. Uma combinação saborosa e energética. Isto porque decidi aproveitar o bom tempo do Norte-Alentejo para passear. A caminhada durou cerca de 3 horas e, no final, os 16 km percorridos de paisagem verde e fresca valeram bem a pena. 
Parece que renasço cada vez que olho para a imensidão dos montes, aprendo coisas novas com as lebres e os javalis que aparecem pelo caminho, ganho forças para subir e descer, saltar... o Alentejo torna-me mais saudável física e psicologicamente. 

Ao final do dia, porque em época de tradições, não se pode perder a hora do petisco. Para mim: ovos mexidos com farinheira. Para os restantes: chocos, queijo de ovelha e pão. Regados foram os traçados de vinho branco. O que eu gosto dos "traçadinhos". 

Pelo jantar e, já a pensar no papel que ia desempenhar na procissão do Enterro do Senhor, carne de porco com courgette e pimento. O caldo verde inicial aconchegou-me o estômago para mais uma caminhada pela Via Sacra. Bem sei que é dia que não se come carne, mas... geri mal as ementas desta época pascal.

A noite foi longa. A festa do S. Gregório na Banda Filarmónica da terra começou a seguir à procissão e só acabou perto das 6 da madrugada.
Especialmente para mim: hambúrguer com tomate e alface, por volta das 5 da manhã.
Não podia ter sido melhor! Boa noite e boa companhia! (como sempre)

Sem comentários:

Enviar um comentário