quarta-feira, 9 de março de 2016

O que as pessoas me têm dito?

Algumas pessoas têm vindo falar comigo sobre a quantidade de vezes que comi salmão e ovos a semana passada. Fiz um apanhado daquilo que comi e heis o resultado:

Dia 1
Dia 2
Dia 3
Dia 4
Dia 5
Dia 6
PA
Ovos mexidos com pêra e amêndoas
Banana, morangos, nozes e batata-doce
Batata-doce com meia laranja
Dois ovos cozidos e kiwi
Batata-doce com banana
Sumo de framboesas com morangos e banana
Almoço
Sopa de cenoura e abóbora
Almôndegas com couve-flor
Almôndegas com couve-flor e ananás
Salmão com macedónia
Salsichas com couve lombarda e couve roxa
Almôndegas com ovo estrelado e macedónia
Jantar
Almôndegas com salada de papaia
Salmão com delícias, brócolos e macedónia
sashimi com sopa
Omelete de cogumelos com tomates cherry
Salmão com brócolos e ovo cozido
Sashimi, camarão cozido, leitão e carne de legumes com alface e tomate


Os meus pratos resumiram-se a almôndegas e salmão. Comi 4 vezes salmão, duas das quais foi sashimi, logo muito pouca quantidade. Por 3 vezes comi almôndegas. Os verdes variaram entre couve-flor, brócolos e macedónia. 

Vejamos agora os ovos. 
Ao pequeno-almoço comi 2 vezes ovos (1 vez mexidos e 1 vez cozidos)
Ao almoço comi uma vez um ovo estrelado, domingo. (cada vez que me lembro deste ovinho... hummm) 
Ao jantar, uma vez, uma omelete. (maravilhosaaaaa)

A distribuição de carne/peixe ao longo da semana até está bem (acho eu). Como é fácil de explicar, só salmão e só almôndegas prende-se com a forma prática de organizar as refeições ao longo da semana. Trabalho durante o dia e estudo à noite, portanto não me sobra muito tempo para cozinhar todos os dias, ou dia sim, dia não, ou de dois em dois dias. A forma mais fácil de gerir as refeições é fazer quantidades que me sirvam a semana inteira. Vou alternando nos acompanhamentos: legumes, fruta fresca, frutos secos, batata-doce (algo sempre fácil e rápido). 
Não me chateio se repetir o mesmo prato alguns dias, principalmente de que gosto como salmão e peixe no geral (vamos esquecer o bacalhau e o peixe cozido), carne de peru e frango, o rolo de carne da minha mãe... sim, poderia ter comido atum a meio da semana ou bifes de peru, mas talvez punha em suspenso o salmão e as almôndegas e quando a eles regressasse já poderiam estar estragados. 

Lembro-me num dos primeiros posts ter dito que uma das capacidades deste Whole 30 é aproveitar os restos e recriar um prato. Foi o que fui tentado fazer ao longo da semana. Nem sempre é fácil ter um prato diferente todos os dias, mas acho que não me saí mal, principalmente para quem, como eu, não brilha na cozinha. 


Sem comentários:

Enviar um comentário