quarta-feira, 2 de março de 2016

Ouvir o próprio corpo

Bom, uma das meninas que está a fazer o Whole, a Ana, está a ter alguns problemas em ajustar a sua alimentação ao seu dia-a-dia. 

A sua profissão envolve exercício ao longo da dia, ela dá treinos e treina e sente-se com fome. 

O problema aqui é que, para além de estarmos a mudar a escolha dos alimentos, estamos a sofrer isso na pele. O nosso organismo, se está habituado a comer de 2 em 2 horas, vai começar a queixar-se de 2 em 2 horas. Parte deste programa trata de eliminar esses picos de vontade de comer. Muitas vezes, nem temos fome, não precisamos de comer, mas como estamos habituados, comemos. 

Outro problema é que sempre que alguém fala em dietas deste género, as pessoas pensam que têm de passar fome. NADA DISSO! ERRADO! Comer saudável não é deixar de comer, é escolher os alimentos ricos em proteína, fibras, gorduras boas... e isso passa também por estudar e ler e conhecer o que há no mercado. Não é preciso sabermos a composição de tudo aquilo que vamos ingerir, mas se soubermos, melhor. Eu não sei, mas às vezes dou por mim a olhar para os rótulos e a tentar perceber o que significa o quê. 

A Ana sente fome de 3 em 3 horas e sente mesmo fome porque o corpo está a pedir comida. E a solução não passa por comer hidratos, passa por reajustar a quantidade de alimentos que ela tem de comer por refeição. Todas as pessoas são diferentes e cada um tem de perceber o que precisa de comer. 

No início é um processo complicado porque temos o nosso corpo a pedir que o alimentemos e sabemos que não podemos comer, no entanto, isso não significa que tenhamos de passar fome. Temos sim de perceber o que nos sacia, o que nos deixa sem fome. 

Exemplo disso foi a forma como me senti depois do meu pequeno-almoço de ontem e de hoje. 
Ontem, os ovos mexidos (feitos no microondas) deixaram-me cheia, sem grande vontade de acabar a tigela. Por outro lado, o que comi hoje soube-me muito melhor, senti-me mais leve e ainda assim alimentada. 

O interessante é escutar aquilo que diz o nosso corpo, já dizia a minha treinadora Amelia.

Sem comentários:

Enviar um comentário