quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Gutsy

De certeza que já se escreveu muito sobre o Gutsy, mas eu ainda não.
Recordo a primeira vez que fui ao Gutsy. Jantar de final de época com a malta do crossfit. Tudo a pedir o mega hambúrguer que dá para alimentar uma família durante uma semana. É preciso ter estômago e muito apetite para comer aquele ou qualquer dos pratos que se apresenta no menu. 
A carne (ou o peixe... sim, porque há um hambúrguer de salmão em bolo do caco!) acompanha um rol de molhos e alimentos desde cogumelos, queijo e mais queijo, tomate, cebola roxa... Mas a minha última ida ao Gutsy levou-me a provar (ou a tentar) os mini hamburgers. São 8 hamburgers de cada tipo. Mais uma vez, estava com fome, mas apenas me deliciei com três dos presentes. Talvez porque decidi experimentar os saborosos croquetes de farinheira como entrada... (ou talvez não). 
O espaço é agradável e os empregados quase que fazem uma vénia ao cliente, pelo que não entendem piadas. Falta-lhes um bocado mais de flexibilidade e relaxe. Mas são todos assim, deve ser política da casa. 
No final, duas pessoas, pagamos 10 euros cada uma. Não me parece mau, mas não deixa de ser comida enfarda brutos.

Sem comentários:

Enviar um comentário